Newsletter do IPLA
Visualizar como página web

12 de março de 2024 | Nº 268

 

Manda Nudes?
Por que mulheres mandam mais nudes do que homens?

Mandar nudes, ou seja, enviar imagens sexualmente explícitas de si mesmo para outra pessoa é uma prática que se tornou mais comum na era digital, especialmente com o advento dos smartphones e das redes sociais.

Uma pesquisa realizada na Argentina pelo projeto SendNudes, mostrou que 83% dos participantes declararam terem enviado alguma vez conteúdo sexual ou erótico (seja vídeo, imagem ou mensagem).

Por que mandar um nude?, podemos nos perguntar. Há uma diferença entre o nude masculino e o feminino? Mulheres tendem a mandar mais nudes do que homens?

"Um nude vem investido de tudo que possamos imaginar: amor, vingança, curiosidade, chantagem, trapaça... e a lista cresce de acordo com as experiências de cada um." escreve Gabriel Rivera no artigo "VAZOU!" (clique para ler).

"Não se trata de estabelecer diferenças estanques entre homens e mulheres, como são em essência, como se comportam, não se trata disto, até porque não acreditamos em essências, apenas nos animais", coloca Ludmylla Souza em Nudes Femininos (clique para ler).

"Até a última virada de século, ninguém mandava nudes, e não era por recato. Ainda não havia câmera digital, muito menos integrada no smartphone, que também não existia. (…) A tecnologia avança e nossa sexualidade sempre pega carona" coloca Maurício Seabra em "O Nude Desnudo" (clique para ler).

Três reflexões que abrem o nosso debate sobre os "Nudes" e a sexualidade na Era Digital.

1. Por que Freud afirma que o imperativo categórico de Kant é herdeiro direto do Complexo de Édipo?

2. O que Lacan queria dizer ao apontar que é Kant que nos dá a transposição da impotência ao impossível?

3. Por que Lacan diz, primeiro, que no horizonte de toda experiência ética se encontra a formulação de Spinoza e, depois, diz que a posição de Spinoza não é sustentável “para nós”; sendo Kant “mais verdadeiro”?

4. Por que, ao falar de Nietzsche, Freud declara que “a investigação psicanalítica pode apenas confirmar as verdades que o filósofo reconheceu por intuição”?


E, por essas e outras, propomos o curso:

FILOSOFIA, ESPECIALMENTE, PARA PSICANALISTAS
Ministrado por Talyta Carvalho, com coordenação e interlocução de Jorge Forbes

Quartas-feiras, das 19h30 às 21h00. A partir de 13/março.

INSCREVA-SE

Enviado por Instituto da Psicanálise Lacaniana - IPLA

Se deseja não receber mais mensagens como esta, clique aqui.