11 de junho de 2021 | Nº 234
 

O EXCESSO & O REAL

Vivemos na Era do Excesso? Deitadas as verticalidades e multiplicados os padrões não há mais um limite claro e universal para nossas ações. A revolução tecnológica reforça: se ontem o alcance do homem ia até o limite da técnica, "hoje podemos mais do que queremos", diz Jorge Forbes. O excesso é uma resposta de nosso tempo à angústia de tentar dizer: até onde vai esse infinito? A frase de Forbes, porém, nos mostra que, retiradas as fronteiras universais, cabe a cada um dizer onde está seu ponto de basta. Tarefa nada simples, pois ele se faz onde as palavras não alcançam. Tal qual o Amor, que celebramos nesse dia 12, nos damos conta que em TerraDois nossas principais escolhas não têm razão de ser. Vivemos na Era de um Novo Amor.

 

  O EXCESSO & O REAL
Nesta edição:

Dia dos Namorados

O Amor na Pós-Modernidade, em TerraDois, não se explica. Não conseguimos dizer porque amamos alguém. Tentamos, mas ele vai além das palavras. É o que elabora Jorge Forbes nesse vídeo, trecho de sua entrevista à Band News. Assista no Instagram @JorgeForbes_Oficial

Tempo de leitura 5 min

 

 

Não à eutanásia?

Freud, ao sofrer de um câncer terminal, solicitou a seu médico que lhe ajudasse a abreviar seu sofrimento - "agora é apenas uma tortura e não faz mais sentido". Quase um século depois continuamos no debate das questões éticas em relação à eutanásia e o suicídio assistido. Teresa Genesini comenta o artigo "Não à eutanásia", do filósofo Luc Ferry, publicado no Jornal Le Figaro. Leia no site.

Tempo de leitura 15 min
Mini curso online: Fiat Trou! Os furos que dei na vida.
© 2012-2021 IPLA. CC alguns direitos reservados.